Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

É Contar e Encantar

Com o que é que te apetece sonhar hoje?

É Contar e Encantar

Com o que é que te apetece sonhar hoje?

06
Set17

Que Tal uma Gota de Waldorf Nisso?

Olavo Rodrigues

ACTO I

Cena 1

O PROFESSOR acaba de escrever a última fracção no quadro.

 

PROFESSOR

E é assim que se reduz uma fracção. Martim, estás a prestar atenção?

 

MARTIM encontra-se com a cabeça apoiada na mão. Parece bastante entediado. 

 

MARTIM

Sim, stôr.

 

PROFESSOR

Percebeste o que eu expliquei?

 

MARTIM

Sim, stôr.

 

PROFESSOR

Estás a usar cuecas de senhora?

 

MARTIM

Sim, s... hã, o quê?!

 

PROFESSOR

Se não aprenderes, não terás sucesso quando fores adulto. Ninguém gosta de trabalhadores preguiçosos, rapaz! Como castigo tens de dizer a tabuada do oito e ai de ti que te enganes!

 

MARTIM adopta uma postura muito tensa, endireitando o corpo ao falar depressa e como um robô. Em seguida, cai na mesa.

 

Cena 2

O PM (PAI DO MARTIM) entra na sala, cumprimenta o PROFESSOR e senta-se. 

 

PROFESSOR

Boa tarde, fico feliz por ter vindo. O seu filho está numa situação muito grave. Está sempre distraído, nunca aponta nada e adormece nas aulas. Estou preocupado com ele, pois sei que é muito inteligente. No entanto, ao não usar o seu potencial, obtém notas terrivelmente baixas. 

 

PM

Céus! Muito obrigado por me avisar! Vou falar com ele assim que chegar a casa. Ele vai melhorar, pode ter a certeza. 

 

PROFESSOR

Assim espero para o seu bem. É uma emergência. 

 

ACTO II

Cena 1

O PM entra no quarto do seu filho, o qual está a dormir com a cabeça em cima de um livro, e bate devagar na mesa para o acordar. Há material de estudo na mesa. 

 

MARTIM

Estou a estudar!

 

PM

Sim, nota-se. 

(Senta-se numa cadeira ao lado do rapaz)

Martim, o que é que se passa, filho? O teu professor disse que és tão bom aluno como o Einstein. 

 

MARTIM olha para o homem com uma expressão desesperada. 

 

MARTIM

Por favor, pai, tira-me dali! POR FAVOR! Imploro-te! Estou tão farto de fazer sempre a mesma coisa dia após dia . Estou cansadíssimo de ter de me lembrar de coisas que nunca usarei na vida, que não servem para o meu quotidiano. 

Que se dane a escola! Não é uma preparação para a vida, é uma prisão! Para que raio preciso eu de fracções?! Quero ser tudo menos matemático!

 

PM

Mas, Martim, não tens como fugir disso. Estudar dá-te conhecimento e torna-te numa mais pessoa mais inteligente. É a chave para o sucesso. Não vou permitir que sigas as minhas pegadas. Fui preguiçoso e olha no que deu. Estás proibido, ouviste?! Estás proibido!

 

MARTIM

Não! É o meu futuro e sou eu que faço as minhas próprias regras! Nunca mais vou estudar!

 

PM

Martim...! Estás de castigo!

 

MARTIM

Eu odeio a escola! 

(Depois de deitar os livros e os cadernos para o chão, sai do palco, mas volta de imediato)

Sabes que mais?! Eu odeio-te!

 

ACTO III

Cena 1

O PM está num café a beber cerveja e encontra-se visivelmente triste. Há cinco garrafas vazias na mesa. Um amigo seu chega.

 

AMIGO

Então, pá?! Isso é que foi beber! 

 

PM

O quê?! Oh, chiça! Então, pá, 'tá-se bem?

(Trocam um aperto de mão)

É a minha sexta cerveja. Porra! 

 

AMIGO

O que se passa? Normalmente, és tão cuidadoso com isso. 

 

PM

Discuti com o meu filho. As notas dele são terríveis. Estou preocupado com o futuro dele.

 

AMIGO

Porque é que isso acontece?

 

PM

Detesta estudar, aborrece-o de morte. Está desmotivado. 

 

AMIGO

Já procuraste uma alternativa?

 

PM

Qual alternativa? Não há outra maneira, ele tem de se esforçar para ser alguém na vida. 

 

AMIGO

Isso é o que tu pensas! Em relação à coisa da alternativa, claro. Enfim, porque não o inscreves numa escola Waldorf?

 

PM

Hã? Mas o que raio é isso?

 

AMIGO

É um método de ensino bastante fixe e completo. Para além do pensamento intelectual também oferece educação artística, física e espiritual. O objectivo principal é ajudar os alunos a encontrar o seu próprio caminho em vez de lhes encher a cabeça com coisas que acham desnecessárias. 

Quero dizer, eles recebem conhecimento geral até uma certa idade, mas depois escolhem uma área. E se não tiverem a certeza do que escolher, os professores ajudam-nos, respeitando o seu ritmo. 

 

PM

Parece-me óptimo! Vou pensar nisso... no método Rudolf...

 

AMIGO

Waldorf. 

 

PM

Exactamente! No método Waldorf. Muito obrigado! Adeus!

 

Os homens trocam um aperto de mão e saem do palco.

 

ACTO IV

Cena 1

MARTIM está na zona exterior da escola Waldorf.

 

MARTIM

Mas que diabo?! Estou numa escola ou numa quinta?

 

ACTO V

Cena 1

O rapaz aproxima-se da porta da sala de aula onde se encontra o P.E.W (PROFESSOR DA ESCOLA WALDORF). MARTIM mostra-se relutante ao entrar, o que capta a atenção do professor.

 

P.E.W

Então, não entras?

 

MARTIM entra e retira o material escolar ao passo que os demais se limitam a atentar no P.E.W.

 

MARTIM

Não há sumário?

 

O P.E.W solta uma gargalhada.

 

P.E.W

Calma, rapaz! Nem sequer nos conhecemos. Porque não nos falas de ti?

 

MARTIM

Bem... tenho onze anos, vivo nesta cidade...  e...

 

P.E.W

E o que é que gostas de fazer? Vai ser importante para iniciar o teu percurso nesta escola. 

 

MARTIM

Gosto de ver televisão, de sair com os meus amigos, ouvir música...

 

P.E.W

Ah, gostas de ouvir música... e tocas alguma coisa?

 

MARTIM

Toquei guitarra durante uns meses quando era mais novo, mas não me saí muito bem e acabei por me fartar.

 

P.E.W

Então, mostra lá o que vales. 

 

MARTIM

Porquê? Isso não tem grande utilidade e já tenho os dedos enferrujados, pois...

 

P.E.W

Toca lá!

 

MARTIM obedece, porém, entusiasma-se demasiado. 

 

P.E.W

Pronto, pronto! A guitarra não é uma boa opção. 

 

MARTIM

Eu avisei-o.

 

P.E.W

Experimenta cantar. Qualquer coisa de que te lembres, deixa a tua alma traduzir-se na voz. 

 

A voz de MARTIM é bastante desagradável, o que se reflecte nos rostos das outras personagens. 

 

P.E.W

Pronto, pronto! Pára, pára!

 

MARTIM

O que é? Não foi bom? Não gostou?

 

P.E.W

Quero dizer, podia ter sido melhor.

(O homem baixa o tom de voz)

Muito melhor.

 

MARTIM

O quê? 

 

P.E.W

Nada, estava só a pensar que podíamos apostar noutra coisa de que gostes... e consigas fazer. 

 

MARTIM

Gosto de desenhar, mas não sei se tenho talento. 

 

P.E.W

Tens aí alguma obra de arte que eu possa ver?

 

MARTIM

Sim, deixe-me verificar. 

 

Enquanto o rapaz procura, o P.E.W aproxima-se de uma pessoa do público para comentar o seu trabalho. Não percebe que MARTIM já está pronto.

 

P.E.W

Curto bué do que fizeste, mas o meu bigode é um bocadinho mais escuro. 

 

MARTIM

Ó, stôr, o que é que acha? Fi-lo na aula de Matemática. 

(O professor aproxima-se e agarra na folha)

Vou ter uma boa nota?

 

P.E.W

Gostas do que desenhaste?

 

MARTIM

Adoro-o. 

 

P.E.W

Então, aí tens a tua nota. Eu também o adoro, tens, de facto, imenso talento. Que tal investires nisso?

 

ACTO VI

Cena 1

MARTIM chega a casa aos pulos de entusiasmo. O PM está numa cadeira a beber cerveja. 

 

MARTIM

Pai, pai, tive um dia tão fixe! Eu pensava que a escola nova ia ser tão secante como a outra, mas enganei-me! É espectacular! Eu vou ser um desenhador! Mal posso esperar por amanhã!  

 

O rapaz sai do palco. O PM olha para a garrafa. 

 

PM

Chega de cerveja por hoje.

 

FIM!

 

Por: David Fernandes e Olavo Rodrigues.

 

Artigo sobre a pedagogia Waldorf aqui

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D